fbpx

Sustentabilidade e inovação na construção: um caminho sem volta

18 de setembro de 2020
O Brasil tem avançado de maneira significativa nos últimos dez anos nas práticas de sustentabilidade dentro da construção civil, ocupando hoje uma posição de destaque entre os principais países em número de empreendimentos certificados.

Temos hoje no Brasil aproximadamente 1.800 empreendimentos sustentáveis, certificados ou em processos de certificação, considerando os dois modelos de certificação ambiental para empreendimentos em vigor no País: o modelo americano baseado nas normas LEED e o modelo francês denominado Processo AQUA.

Neste período tivemos fortes avanços no desenvolvimento de projetos, materiais, sistemas e tecnologias, assim como na execução de obras e gestão da operação de empreendimentos, atendendo aos conceitos e diretrizes da construção sustentável.

As iniciativas de certificação no país, no início voltadas apenas para edifícios corporativos, já se estendem para diversas outras tipologias: residências, indústrias, logística, museus, escolas, edificações do varejo, laboratórios de análises, hospitais, estádios, shopping centers, projetos de interiores de escritórios comerciais e grandes resorts turísticos.

Nestes três últimos anos a questão da sustentabilidade está se ampliando também para os empreendimentos de desenvolvimento urbano sustentável, caracterizados por bairros planejados, novos loteamentos e retrofits urbanos. Paralelamente, esboçam-se políticas públicas focadas em incentivos para práticas sustentáveis e de melhoria da mobilidade e qualidade de vida urbana. Esta é uma grande evolução, que incentiva o mercado imobiliário a refletir sobre o futuro de nossas cidades.

Uma outra tendência forte no setor da construção é a da Inovação focada no desenvolvimento de novos produtos e novos processos, na inovação em marketing e em novos modelos de negócios.

Com as mudanças de comportamento das novas gerações e aparecimento de novos nichos de mercado, as empresas começaram a inovar na concepção e desenvolvimento dos produtos imobiliários, procurando sair da ‘mesmice’ e desenvolver um trabalho de pesquisa de mercado que identifique as reais necessidades dos segmentos de consumidores e apoie a concepção de projetos e empreendimentos diferenciados, cujo valor agregado seja percebido pelos clientes.

Observam-se também inovações nas estratégias de marketing e vendas e nas formas de relacionamento com os clientes, destacando de forma clara, criativa e educativa os diferenciais do produto e seus impactos positivos para os consumidores e demais stakeholders. Ênfase especial deve ser dada à inovação focada na sustentabilidade de empreendimentos habitacionais e em processos de comunicação, de modo que se informe aos consumidores sobre os benefícios gerados por empreendimentos sustentáveis, transformando a sustentabilidade em critério de decisão para a compra e locação de imóveis.

Há também iniciativas no desenvolvimento de novos materiais, equipamentos e sistemas construtivos com foco na sustentabilidade e na industrialização, objetivando criar cadeias produtivas sustentáveis na construção, eliminar os desperdícios e os tempos ociosos no processo de produção, reduzir os prazos de obras e aumentar a produtividade da construção, a única forma de o setor ganhar competitividade.

Ressalta-se finalmente nesse movimento da inovação da construção a adoção de tecnologias digitais com dois grandes focos:

  1.  A digitalização de produtos quando se embarcam tecnologias digitais no produto, visando transformar a experiência do cliente ao longo da fase de uso e operação dos empreendimentos (smart buildings e smart cities);
  2. A digitalização de processos, quando se adotam softwares e tecnologias digitais para otimização e agilização dos processos empresarias.

As principais tecnologias digitais que estão impulsionando a transformação digital dos negócios e das empresas da cadeia produtiva da construção são o Marketing Digital, Internet das Coisas, Big Data, Drones, Realidade Virtual, Realidade Aumentada, BIM, Inteligência Artificial, Impressão 3D, Robótica e Blockchain.

Ou seja, quando se olha para o futuro, a sustentabilidade e a inovação na construção são caminhos sem volta.

Melhores Webinars de 2020!
Roberto de Souza

Roberto de Souza

CEO do CTE

Engenheiro Civil, Mestre e Doutor em Engenharia pela Escola Politécnica da USP. CEO do CTE. Especialista em gestão estratégica, gestão empresarial, gestão da qualidade, tecnologia da construção, sustentabilidade e negócios imobiliários.

TAGS: inovação na construção, sustentabilidade e inovação, sustentabilidade na construção civil

Quer receber as
melhores dicas? Assine nossa newsletter

Fique tranquilo, não enviaremos spam.

keyboard_arrow_up