fbpx

Investimentos e impacto ambiental: conheça os benefícios do ESG na Construção Civil

4 de fevereiro de 2021

O ESG na Construção Civil é uma estratégia que vai atrair investidores para sua empresa, melhorar a imagem de sua marca e oferecer outras vantagens.

O ESG – Environmental, Social and Governance (ambiental, social e governança, em português) é bem mais do que uma nova sigla. 

Trata-se de uma mudança de postura, proveniente de um novo padrão de comportamento que tem levado as pessoas a se preocuparem mais com o futuro, buscando maior sustentabilidade, responsabilidade e transparência nas ações pessoais, organizacionais e governamentais.

Mais do que uma tendência, o Sistema ESG entrou para a lista de estratégias a serem adotadas pelas companhias que desejam crescer e se fortalecer em um mercado cada vez mais competitivo.

Confira neste artigo o impacto do ESG na Construção Civil – e também os seus benefícios!

Cresce a demanda por investimentos em ESG

A  Construção Civil  gera um grande impacto no meio ambiente, isso não é nenhum segredo. 

Segundo o Chartered Institute of Building, instituição britânica que promove boas práticas construtivas para o benefício da sociedade, em todo o mundo, o ambiente construído gera 30% do total de emissões de gases de efeito estufa e a construção usa 32% dos recursos naturais do mundo. Isso sem contar o consumo de água, de energia e a poluição sonora – todos itens que precisam ser bem administrados para garantir a sustentabilidade.

Já o Governance and Accountability Institute, em Nova York,  afirma que mais de 80% das empresas que operam na bolsa de valores americana informam publicamente seu desempenho nos padrões ESG. 

No Brasil, não é diferente. Basta verificar  o crescimento dos ativos em ESG, conforme dados da Bolsa de São Paulo, que demonstram o  aumento de apetite dos investidores. 

A conclusão é uma só: os investidores estão cada vez mais ávidos por colocar recursos em empresas e produtos que sigam critérios ESG, incluindo investimentos em imóveis e infraestrutura. 

O ESG –  Environmental, Social and Governance na Construção Civil, portanto, chegou para ficar.

ESG na Construção Civil: caminho sem volta

O aumento constante de questões ambientais, sociais e de governança nas agendas corporativas e públicas coloca o ESG como elemento-chave na estratégia da Construção Civil. 

Tomar decisões socialmente responsáveis ​​e moralmente corretas, agindo de modo transparente, é uma tendência crescente e cada vez mais importante. O público em geral – e aqui, destacamos o investidor – espera que elas se somem às ações ambientais para compor as prioridades da indústria construtiva.

As credenciais ESG assumem protagonismo. Afinal,  o desempenho ambiental ajuda as empresas imobiliárias a atraírem um público que busca edifícios com certificação ecológica, que priorizem aspectos como a Biofilia, ofereçam maior eficiência elétrica e hidráulica, sem deixarem de ser confortáveis, seguros e eficientes. 

Além disso, como já vimos, o ESG na Construção Civil tem outro aspecto muito importante: adequar as empresas à demanda de um mercado que exige respeito ao meio ambiente, às pessoas e à sociedade.

Essa adequação, ainda que exija investimento, traz vários benefícios – acompanhe o próximo tópico.

Benefícios do ESG na Construção Civil

1. Atrair investimentos

Responsável por publicar alguns dos índices de ações em todo o mundo, a MSCI entende que investimento em projetos pautados pela sustentabilidade podem se tornar mais importantes que os investimentos tradicionais, que têm métricas econômico-financeiras como prioridade.

Isso significa que as empresas que se adequarem ao índice ESG serão valorizadas no mercado. Em contrapartida, aquelas que não se adaptarem, perderão espaço.

2. Reforçar a imagem positiva da marca

A empresa conquista uma imagem positiva perante seus stakeholders ao atender aos anseios do mercado –  que clama por mais respeito ao meio ambiente, responsabilidade social, além de transparência e ética na forma de administrar o negócio e tratar seu público. –  

3. Influenciar positivamente a cadeia produtiva

O ESG na Construção Civil promove melhorias em dupla direção: tanto para a própria empresa que adota essa estratégia e melhora internamente suas credenciais, como incentiva clientes e fornecedores a seguirem o mesmo caminho, potencializando os efeitos positivos.

4. Gerar benefícios ao meio ambiente e à sociedade

Projetos construtivos pautados  na sustentabilidade e em ações sociais geram valor a  toda a sociedade em função da maior  eficiência elétrica e hidráulica; por colaborar com a construção de prédios, bairros, cidades mais sustentáveis e inovadores; melhorar a gestão de resíduos, etc.

5. Reduzir custos e aumentar lucratividade

Projetos focados em eficiência induzem a redução de custos operacionais, bem como são mais facilmente comercializados.  

Como podemos perceber, o ESG na Construção Civil não é moda, mas um conceito solidificado que requer  das empresas do setor a devida adequação.

Especialista nessa estratégia, o CTE – Centro de Tecnologia de Edificações desenvolveu o exclusivo programa de Capacitação CTE em ESG para ajudar empresas e profissionais do setor a adotarem o Environmental, Social and Governance.

Inscreva-se já e conquiste todos os benefícios proporcionados pelo ESG.

TAGS: esg

Quer receber as
melhores dicas? Assine nossa newsletter

Fique tranquilo, não enviaremos spam.

keyboard_arrow_up