fbpx

PBQP-H: O que ganham as empresas que aderem ao programa?

13 de janeiro de 2021

Apesar dos avanços registrados nos últimos anos, o fato é que a construção civil brasileira ainda se caracteriza por baixa produtividade, elevado índice de desperdício e pouco controle sobre processos. Esse contexto de ineficiência impõe desafios importantes para as áreas de gestão da qualidade.

Há mais de duas décadas, para diminuir os problemas de conformidade das edificações, foi criado o Programa Brasileiro da Qualidade e Produtividade do Habitat (PBQP-H). Contemplando especificidades da indústria da construção, esse instrumento do Governo Federal procura elevar os patamares de qualidade e produtividade via mecanismos de modernização tecnológica e gerencial. Com isso, espera-se, também, contribuir para ampliar o acesso à moradia, em especial para a população de baixa renda.

O Programa contempla um conjunto de ações, que vão da avaliação da conformidade de construtoras e da melhoria da qualidade de materiais, à avaliação de tecnologias inovadoras.

O PBQP-H se organiza em três sistemas estruturantes:

  • Programa Setorial de Qualidade (PSQ) — Para fabricantes de materiais e componentes;
  • Sistema de Qualificação de Empresas de Serviços e Obras/Sistema de Avaliação da Conformidade de Empresas de Serviços e Obras (SiQ/SiAC) — Para empresas de serviços e obras;
  • Sistema Nacional de Avaliação Técnica (SiNAT) — Visa a harmonização de procedimentos para a avaliação técnica de novos produtos para a construção, quando não há normas técnicas prescritivas.

PBQP-H nas construtoras

De adesão voluntária, o PBQP-H busca a melhoria contínua de processos e produtos da construção civil. O sistema foi elaborado tendo como referência as normas ISO 9001, inserindo exigências específicas da rotina do setor, como sustentabilidade dos canteiros de obras. Nesse ponto, a certificação considera entre  os indicadores da qualidade obrigatórios o volume de geração de resíduos na obra e o consumo de água potável no canteiro por trabalhador por mês, por exemplo.

O SiAC adota a abordagem de processo para o desenvolvimento, implementação e melhoria da eficácia do Sistema de Gestão da Qualidade das construtoras. Para isso, apoia-se em metodologias como o ciclo PDCA (do inglês Plan, Do, Check e Act).

Em 2018, os critérios do SiAC foram atualizados em alinhamento às exigências da ABNT NBR 15.575 — Edificações Habitacionais: Desempenho.

Benefícios em cadeia

A certificação PBQP-H é exigência para obter financiamento de projetos pela Caixa Econômica Federal (CEF), além de abrir portas para a empresa participar de licitações municipais e estaduais e, até mesmo, para usufruir de benefícios do BNDES.

Para as construtoras, o Programa proporciona, ainda outros benefícios, como:

  • Redução do índice de reclamações de clientes;
  • Maior precisão de cronogramas;
  • Melhoria do processo produtivo e de procedimentos operacionais;
  • Melhoria da imagem e da credibilidade da empresa;
  • Diminuição do retrabalho na obra, de desperdício de materiais e de geração de resíduos.

Processo de certificação

A adesão ao programa ocorre após uma auditoria na qual é avaliada a conformidade com os requisitos do SiAC. Uma vez implementados os requisitos, caberá a uma empresa credenciada pelo Inmetro auditar e emitir certificados de conformidade.

O SiAC admite a certificação de construtoras nos níveis A e B. A diferença entre eles é o número de requisitos que devem ser atendidos. Com menos exigências, a certificação do Nível B é uma porta de entrada ao PBQP-H para construtoras que ainda estão em processo de evolução do seu sistema de gestão da qualidade. Mais completa, a certificação Nível A é voltada para empresas que já possuem um sistema de gestão da qualidade implementado em sua totalidade.

Desafios no caminho

Ao longo do processo de certificação PBQP-H, as construtoras precisam superar uma série de desafios. A falta de envolvimento da direção, a resistência para a documentação dos processos e a dificuldade de compreensão dos requisitos estão entre as queixas mais comuns.

Para auxiliar nessa jornada, é possível contar com o apoio do CTE, que realiza consultoria para desenvolvimento, implementação, manutenção e auditoria de sistema de gestão da qualidade, de acordo com diretrizes da ISO 9001 e do PBQP-H. Entre em contato conosco.

Para aprofundar seus conhecimentos, leia também o e-book “Gestão da qualidade das obras em um cenário de crescimento do mercado da construção” disponível para download gratuito aqui.

Quer receber as
melhores dicas? Assine nossa newsletter

Fique tranquilo, não enviaremos spam.

keyboard_arrow_up