fbpx

Lean construction agrega eficiência para construtoras de diferentes portes e segmentos

18 de agosto de 2020

De uso consagrado em outras indústrias, em especial na automobilística, a filosofia lean vem proporcionando ganhos de competitividade importantes para as empresas da construção civil. Melhoria de produtividade, agilidade, qualidade e satisfação dos clientes são alguns dos frutos colhidos por quem já utiliza conceitos da mentalidade enxuta (lean thinking).

Atuando  prioritariamente no segmento residencial de alto padrão na região de Ribeirão Preto, a Habiarte obteve reduções entre 8% e 22% no seu custo de produção com a implementação de princípios do lean construction. “Também conseguimos encurtar prazos de execução, diminuir defeitos, e minimizar o desperdício ao máximo”, revela Rubens Garcia Júnior, diretor de construção da Habiarte.

Outro case bem-sucedido vem da HTB, que tem como foco no mercado de obras complexas e singulares, industriais e comerciais. A produção enxuta vem ajudando a companhia a ser mais eficiente no uso de recursos, a restringir variabilidades e, principalmente, a agregar valor para os seus contratantes.

“Medidas simples do lean, como a segmentação dos lotes de construção, nos permitem detectar desvios rapidamente e sermos assertivos na correção dos problemas”, cita Thomas Diepenbruck, superintendente da HTB. “Além de eliminar  desperdícios, há outros ganhos diretos e indiretos, seja na qualidade do produto, seja evitando decisões tomadas no campo, os improvisos e os retrabalhos”, acrescenta o executivo.

SIMPLES, COM RESULTADOS CONCRETOS

Além de elevar a eficiência e impulsionar melhorias contínuas, o lean construction é uma metodologia ampla e acessível, com potencial de aplicação em construtoras de diferentes tamanhos e estágios de desenvolvimento. “Essa filosofia de gestão apresenta benefícios de curto, médio e longo prazo. Já nos primeiros meses é possível notar avanços, especialmente com a mitigação de desperdício”, diz Flávio Picchi, presidente do Lean Institute Brasil.

“Não é preciso promover uma revolução interna para implantar conceitos da filosofia enxuta”, concorda Giancarlo De Filippi, diretor da Unidade de Gerenciamento do CTE. Segundo ele, com pequenas ações é possível obter resultados positivos, criando um círculo virtuoso de engajamento interno, conforme as equipes constatam que a metodologia funciona.

Para maximizar a adesão à produção enxuta e estender seus impactos para um número maior de empresas, CTE e Lean Institute Brasil uniram competências na criação do Lean na Construção. Trata-se de um grupo de aplicação prática direcionado a empresas do segmento de edificações interessadas em iniciar uma jornada lean. “A ideia é promover uma consultoria em grupo com atividades online e presenciais, combinando a solidez teórica do Lean Institute Brasil e a nossa experiência em gerenciamento de obras”, explica Juliana Divetta Pasotto, coordenadora de contratos do CTE.

Com duração de sete meses e dividido em módulos, o programa prevê a aplicação de práticas enxutas em uma obra piloto, capacitação dos colaboradores, e muita troca de experiências. “Formatamos atividades para auxiliar as construtoras a identificar gargalos, tomar decisões rápidas, reduzir desperdícios e custos. Tudo isso de modo bastante acessível, sem exigir grandes investimentos financeiros ou de recursos humanos”, revela Pasotto.

A primeira turma do Lean na Construção terá início em setembro deste ano, e o grupo já está consolidado. Como houve interesse de muitas empresas, o CTE e LIB planejam uma segunda turma no início de 2021. Se você tem interesse neste produto ou em planejamento de obras com consultoria em Lean, entre em contato com a Unidade de Gerenciamento do CTE!

Para saber mais sobre LEAN, assista o Webinar promovido pela nossa Unidade de Relacionamento CTE enredes sobre “Filosofia Lean impulsionando a gestão das empresas da construção civil”

Quer receber as
melhores dicas? Assine nossa newsletter

Fique tranquilo, não enviaremos spam.

keyboard_arrow_up