fbpx

Lean Construction: Empresas obtém eficiência e redução de custos com o pensamento enxuto

16 de março de 2021

Construtoras interessadas em adicionar melhorias contínuas em seus processos têm obtido resultados impactantes com o lean construction, em português, construção enxuta. É o que relatam gestores das construtoras MRV, Passarelli, M.Bigucci, ForCasa e RPS.

Além de terem uma atuação de destaque em seus segmentos, essas empresas participaram do primeiro Grupo Lean na Construção. Fruto de uma parceria do CTE com o Lean Institute Brasil, a iniciativa consiste em um programa com sete meses de duração, dividido em módulos, para apoiar a aplicação prática da filosofia lean nas construtoras. “Formatamos atividades para auxiliar as empresas a identificar gargalos, tomar decisões rápidas, reduzir desperdícios e custos. Tudo isso de modo bastante acessível, sem exigir grandes investimentos financeiros ou humanos”, afirma Juliana Divetta Pasotto, Coordenadora de Contratos do CTE.

POR QUE APOSTAR NA CONSTRUÇÃO ENXUTA?

Segundo Filipe Santos, engenheiro de obras na MRV, o lean construction faz todo sentido ao ajudar a melhorar os processos através do planejamento de todas as etapas da obra, garantindo gestão de custo, produção, segurança e qualidade do produto. Além disso, “o conhecimento deve ser uma busca constante para qualquer construtora que acompanhe as tendências do mercado”, diz Santos.

“As construtoras já perceberam que não podem continuar a fazer parte de uma das indústrias mais ineficientes, geradoras de resíduos e desperdícios”, acrescenta Cantídio Drumond, gerente de inovação na ForCasa. “Em mundo cada vez mais competitivo, é essencial reduzir custos através da diminuição de desperdícios e de ganhos de eficiência operacional. Da mesma forma é fundamental que haja métodos mais eficazes para agregar valor aos produtos, sempre orientados pela perspectiva dos clientes”, destaca Drumond.

RESULTADOS ALCANÇADOS

A simplicidade e a objetividade são alguns aspectos positivos associados à construção enxuta. “O lean organiza o planejamento interno das obras, agregando conceitos simples que resultam em um melhor acompanhamento das atividades. Como resultado temos uma equipe mais engajada e produtiva”, analisa Amanda Martins, gerente técnica na MBigucci.

“Além disso, conseguimos organizar o planejamento macro da nossa obra-piloto e detalhar um cronograma de curto prazo como nunca tínhamos feito. As reuniões diárias estão sendo muito produtivas e trazem resultado no mesmo dia ou, no máximo, na mesma semana”, conta Martins, ressaltando que a MBigucci implantará a construção enxuta em todas as suas obras até agosto 2021.

Melhoria de produtividade, agilidade, qualidade e satisfação dos clientes também foram notados pela Passarelli. “A cada novo projeto, os prazos e custos ficam mais enxutos, elevando a complexidade da gestão. A filosofia lean nos auxilia a superar esses desafios, pois em sua essência, nos oferece geração de valor e melhoria na qualidade dos processos, nos levando à eficiência operacional e de gestão”, diz Berenice Ceravolo, gerente de planejamento, projetos e inovação na Passarelli.

TEORIA E PRÁTICA

Equipe da M.Bigucci junto com o CTE, em uma das atividades do Grupo Lean na Construção

Os ganhos conquistados pelas empresas que iniciaram a jornada lean são progressivos e criam um círculo virtuoso de engajamento interno por conta dos resultados rapidamente visíveis.

“Participar do Grupo Lean é uma experiência de grande valor.  Em cada módulo conseguimos identificar pontos de melhoria e tratar eventuais deficiências”, relata Alessandra Priscila Lino, coordenadora do sistema de gestão da qualidade na RPS. Ela conta que as melhorias foram notadas desde o início, quando foram implantados conceitos de organização e 5S no almoxarifado, incluindo painéis visuais para controle de suprimentos, montagem de kits e logística na distribuição dos materiais.

No decorrer do programa, os participantes tiveram contato com uma série de instrumentos e ferramentas que os auxiliassem a colocar em prática os conceitos estudados em cada módulo. “Um dos mais efetivos foi a Obeya (sala de guerra), que unifica o pensamento lean e fornece uma visão sistêmica do projeto a todos envolvidos”, destaca Berenice Ceravolo.

Empresas participantes, em uma das atividades do curso, aplicando a prática da filosofia Lean nas construção.

“Também foram impactantes os conceitos que se referem ao nivelamento de recursos, estabilidade da produção e takt time (ritmo), que auxiliam a previsibilidade da produção e refletem em uma curva de desembolso mais otimizada”, cita Cantídio Drumond. O gerente da ForCasa menciona, ainda, o Gemba Walk que possibilita uma visão mais detalhada dos diversos problemas encontrados no campo. “Esses conceitos aliados à filosofia de melhoria contínua, fazem com que estes bons resultados se perpetuem”, explica Drumond.

A segunda turma do Grupo Lean na Construção está sendo consolidada ainda em março, pois o primeiro módulo tem início previsto para abril. Se você tem interesse em participar, não deixe de entrar em contato com a Unidade de Gerenciamento do CTE pelo e-mail leanconstruction@cte.com.br.

Para saber mais sobre LEAN, assista o Webinar promovido pela Unidade de Relacionamento CTE enredes que teve como tema “Filosofia Lean impulsionando a gestão das empresas da construção civil”.

Quer receber as
melhores dicas? Assine nossa newsletter

Fique tranquilo, não enviaremos spam.

keyboard_arrow_up