Cuidado prévio garante sucesso na operação de condomínio residencial novo

Os cuidados com a implantação de um condomínio começam antes da entrega dos edifícios. Segundo o vice-presidente de administração imobiliária e condomínios do Secovi-SP, Hubert Gebara, é recomendável que as administradoras façam uma revisão dos equipamentos do conjunto um mês antes da assembleia de implantação.

“A empresa vê como estão máquinas, os extintores, se há cadeiras na portaria… Depois, começa a seleção de funcionários, porque o condomínio tem de estar funcionando mesmo que haja somente um morador. “Na primeira reunião de condôminos, é realizada a entrega das áreas comuns, a apresentação de uma previsão orçamentária para o conjunto, a eleição do corpo diretivo e a aprovação de uma norma provisória.

“Ela tem o papel de um pequeno regulamento interno até que, nos primeiros meses, seja aprovado o definitivo”, diz a gerente geral de atendimento do Grupo Itambé, Vania dal Maso, Nessas regras, as definições de horário são importantes, como para os períodos em que a ocorrência de barulho e a circulação de prestadores de serviço nos prédios ficam permitidos. O mesmo vale para as mudanças.

Os especialistas também pedem atenção à portaria, inclusive para a entrada de veículos. Os condôminos devem ser cadastrados previamente e, sempre que tentarem entrar, identificados, se ainda não forem reconhecíveis pelos porteiros. O acesso dos prestadores de serviço ao prédios não pode ser concedido sem autorização do proprietário, mesmo que eles tenham a chave da unidade.

O diretor jurídico da Aabic, José Roberto Graiche Junior, recomenda também que os gestores dimensionem as rotinas de limpeza do conjunto, pois esse é um período em que a sujeira costuma ser maior. Os cuidados incluem a higienização especial dos halls e dos elevadores, além de uma logística para a retirada do lixo e do entulho. “Muitos condomínios pedem que os proprietários que fazem reformas aluguem caçambas para colocar na rua. “

As mudanças devem ser agendadas para facilitar a organização. A proteção dos elevadores de serviço também se faz necessária. Outro ponto de atenção é o sorteio de vagas de garagem, recomendado apenas quando houver por volta de 50% de ocupação. Segundo Gebara, a espera permite que adaptações sejam feitas no estacionamento em razão da dimensão dos veículos.

Por GUSTAVO COLTRI

Fonte: http://blogs.estadao.com.br/radar-imobiliario/cuidado-previo-garante-sucesso-na-operacao-tranquila-de-condominio-novo/