fbpx

Maraey é o primeiro complexo uso misto a obter a pré-certificação Sustainable Sites na América do Sul

17 de março de 2021

O complexo Maraey, atualmente em desenvolvimento em Maricá, na Costa do Sol do Rio de Janeiro, mostra como é viável o desenvolvimento imobiliário em consonância com a preservação ambiental e a promoção da saúde e qualidade de vida.

Com área total de 840 hectares e ocupação construída de apenas 6,6%, o conjunto turístico-residencial deu um passo importante para se transformar em uma referência mundial em sustentabilidade. Com consultoria da Unidade Smart Cities e Infraestrutura Sustentável do CTE, obteve a pré-certificação nível Gold do Sustainable Sites Initiative®. Trata-se do primeiro empreendimento de uso misto na América do Sul a obter tal avaliação.

Maraey contempla a construção de quatro hotéis cinco estrelas, que receberão em média 300 mil turistas por ano. Também inclui moradias de alto padrão (multifamiliar, duplex e casas) com serviços integrados como escola, hospital, comércio e escritórios, além de lazer e esportes. O projeto prevê, ainda, a construção de uma universidade de hotelaria e gastronomia e da segunda maior Reserva Particular do Patrimônio Natural (RPPN) de restinga do Estado do Rio de Janeiro. Com cerca de 440 hectares, a área de proteção perpétua corresponderá a mais da metade da área do complexo.

ESTRATÉGIAS IMPACTANTES

Ações envolvendo o uso de fontes renováveis de energia, a conservação da água e o bem-estar dos usuários foram determinantes para a obtenção da pré-certificação.

Para atender a uma população total estimada em 70 mil pessoas, incluindo moradores, prestadores de serviços, turistas e trabalhadores, o complexo se apoiará, em grande parte, no uso de fontes de energia renovável. Mais da metade da energia elétrica consumida nas áreas externas do Maraey será gerada a partir de energia solar, biogás e mini eólicas. Também são cogitadas outras tecnologias alternativas para produção de energia limpa, como a geotermia, processo de troca de calor com o solo que, incorporado nos sistemas de climatização das edificações, possibilita uma redução do consumo de energia elétrica.

No quesito conservação de água, uma solução sustentável prevista é a captação de água da chuva no sistema viário e seu armazenamento em reservatórios específicos para reúso. Outro plano é tratar e reaproveitar a água proveniente das estações de tratamento de esgoto para a manutenção do paisagismo. A vazão média diária estimada de esgoto no projeto é de cerca de 60 litros por segundo, o que permitirá a irrigação de aproximadamente 380 mil metros quadrados.

SAÚDE E MOBILIDADE

Além da preservação dos recursos naturais, a certificação SITES se dedica à promoção da saúde e do bem-estar dos usuários. “Há, inclusive, um capítulo específico que incentiva o desenvolvimento de espaços acessíveis e seguros dedicados à contemplação, à sociabilidade e à realização de atividades físicas”, comenta Patricia Eiko Aguchiku, consultora da unidade Smart Cities e Infraestrutura Sustentável do CTE. O projeto Maraey trabalhou essas questões com a criação de locais de encontros, a disponibilização de vistas generosas para a natureza e a oferta de múltiplas oportunidades para a prática de esportes.

Também contribuem para a saúde e para a mobilidade dos usuários de Maraey estratégias de pedestrianismo, que trazem conforto e promovem o uso das calçadas em todo o projeto, a construção de uma ciclovia com vinte quilômetros de extensão – a maior pista no Brasil dentro de um empreendimento privado – e a implementação de um sistema de compartilhamento de bicicletas.

SUSTAINABLE SITES INITIATIVE®

“A conquista da pré-certificação SITES Gold mostra como estamos, de fato, alinhados ao conceito de sustentabilidade, sendo coerentes com o que propomos, criamos e oferecemos”, afirma Marcelo Galvão, diretor técnico de construção do Maraey.

A certificação Sustainable SITES Initiative®, ou SITES®, de propriedade e administrada pelo Green Business Certification Inc. (GBCI), é o programa mais completo para o design, desenvolvimento e manutenção de ambientes externos sustentáveis.

Além da pré-certificação como SITES Gold, Maraey é o primeiro destino turístico de iniciativa privada do mundo a assinar com o selo BIOSPHERE na categoria de “Destino Turístico Sustentável”, concedido pelo Responsible Tourism Institute (RTI), uma organização que nasceu com um memorando de entendimento com a UNESCO. Com a certificação, o projeto reforça o compromisso de se desenvolver alinhado aos 17 objetivos de Desenvolvimento Sustentável das Nações Unidas (ODS) e às mais recentes diretrizes da Conferência do Clima de Paris.

O CTE atua em projetos de escala urbana e de infraestrutura oferecendo consultoria técnica nas áreas de sustentabilidade, tecnologia, inteligência e inovação. Nossos consultores estão preparados para auxiliar a obtenção da certificação Sustainable SITES e de outros selos voltados a comunidades planejadas, bairros, cidades, obras de infraestrutura e políticas públicas. Entre em contato para conversarmos mais!

Quer receber as
melhores dicas? Assine nossa newsletter

Fique tranquilo, não enviaremos spam.

keyboard_arrow_up