fbpx

Caminhos para aumentar a produtividade da construção

27 de julho de 2021

O mercado imobiliário, em 2021, vem sinalizando para um forte crescimento do volume de negócios e obras, e ao mesmo tempo vem sendo pressionado pelo significativo aumento dos custos dos materiais de construção.

Os preços dos imóveis e dos custos de obras tendem a aumentar, as exigências dos clientes continuarão a se elevar e a competição entre as empresas ficará mais acirrada.

Nesse cenário, é muito importante para as empresas da cadeia produtiva, colocar energia e foco no aumento da produtividade da construção, para manter as margens de lucratividade dos seus negócios.

Quatro grandes ações podem ser elencadas e que, se trabalhadas de forma criativa e integrada, irão contribuir significativamente para o aumento da produtividade da construção.

Industrialização da construção

Sistemas construtivos convencionais não serão capazes de atender aos índices de produtividade e eficiência exigidos por um mercado aquecido e com escassez de insumos e aumento dos custos de materiais.

A cadeia produtiva precisa investir na industrialização de componentes e elementos construtivos e na construção modular off-site, adotando parâmetros industriais de inovação tecnológica, padronização, normalização e escala de produção, visando repetitividade e ganhos elevados de produtividade. As tecnologias em pré-fabricados de concreto, a construção metálica, as estruturas e painéis de madeira, os componentes com uso do plástico e materiais orgânicos, já estão largamente disponíveis no Brasil e podem ser mobilizados em prol da construção industrializada e do aumento da produtividade.

Transformação digital

O movimento de adoção de tecnologias digitais pelas empresas incorporadoras e construtoras foi intensificado e agilizado pela pandemia, em especial nos processos de marketing, vendas e contratos digitais, além da comunicação digital, gerando ganhos de eficiência e eficácia nessa fase inicial do negócio de incorporação.

A transformação digital via adoção do BIM, das tecnologias dos drones e da realidade virtual e aumentada, da tecnologia IOT, do bigdata e da inteligência artificial, além dos softwares, aplicativos e de outras soluções em todas as etapas do desenvolvimento, projeto, produção, entrega e operação dos empreendimentos imobiliários, deve, com certeza, permitir redução de desperdícios, integração de etapas e enormes ganhos de produtividade no setor da construção.

Sustentabilidade

Os investidores, os fundos e os bancos, cada vez mais, vão priorizar as empresas que incorporem em sua gestão os princípios e práticas ESG de responsabilidade ambiental, social e governança. Todo o cenário futuro da construção no Brasil estará marcado por essa tendência de valorização da sustentabilidade.

O aumento da produtividade no uso de recursos naturais é também uma questão relevante para o setor da construção: gerar produtos e construir com menor consumo de energia, água e geração de resíduos e menor emissão de gás efeito estufa, são desafios fundamentais para o aumento da produtividade da cadeia produtiva da construção.

Lean Construction

Uma das inovações urgentes no setor da construção para aumento da produtividade deve estar focada nos processos de planejamento e gestão de obras.

A filosofia lean construction (construção enxuta)consiste em um conjunto de conhecimentos, cuja essência é elevar a capacidade da empresa de eliminar desperdícios visíveis e ocultos continuamente e resolver problemas de maneira sistemática.

Perdas por ineficiência de produção e logística, atrasos decorrentes de falhas de planejamento e baixa produtividade são pontos atacados nesse método de gestão.

A aplicação da filosofia e das ferramentas do lean construction (construção enxuta) pode proporcionar ganhos importantes para empresas do setor. Estamos falando de redução de custos e de prazos, maior agilidade na resolução de problemas e principalmente de aumento de produtividade.

Pensando na competitividade da construção, as empresas da cadeia produtiva têm como desafio, combinar de forma articulada, os conceitos e práticas de industrialização, transformação digital, sustentabilidade e lean construction, visando aumentar a produtividade da construção e garantir a sustentabilidade dos negócios.

Roberto de Souza

Roberto de Souza

CEO CTE

Engenheiro Civil, Mestre e Doutor em Engenharia pela Escola Politécnica da USP. CEO do CTE. Especialista em gestão estratégica, gestão empresarial, gestão da qualidade, tecnologia da construção, sustentabilidade e negócios imobiliários.

Quer receber as
melhores dicas? Assine nossa newsletter

Fique tranquilo, não enviaremos spam.

keyboard_arrow_up