Sustentabilidade

Projeto AQWA (Pátio da Marítima)

Projeto

Fase do projeto: Fase 1.

Localizado estrategicamente na maior área de intervenção urbana do país – o Porto Maravilha, no Rio de Janeiro, o AQWA é um edifício corporativo projetado para ser um modelo de edifício sustentável Triple A no Brasil. O empreendimento é composto por uma torre com 5 subsolos, térreo e 21 pavimentos de escritório, totalizando 27 pavimentos. Suas lajes projetadas de forma eficiente e tecnologicamente otimizada, contemplam a vista panorâmica da Baia de Guanabara, além dos cartões postais mais famosos do mundo, o Cristo Redentor e o Pão de Açúcar.

Com o objetivo de tangibilizar os benefícios sustentáveis do projeto, a Tishman Speyer contratou a Unidade de Sustentabilidade CTE para desenvolvimento dos serviços de Consultoria em Green Building, com Certificação Leed® GOLD e Comissionamento dos Sistemas Prediais, atuando diretamente no processo de avaliação do desempenho ambiental do edifício. O empreendimento AQWA foi projetado e construído para garantir eficiência no uso de recursos, reduzir os impactos negativos causados pela sua construção, além de assegurar uma melhor qualidade de vida aos seus ocupantes.

 

O Projeto

A Tishman Speyer é uma empresa líder como proprietária, desenvolvedora, operadora e administradora de fundos do mercado imobiliário de primeira classe no mundo. Seu compromisso enquanto empresa preconiza a adoção de medidas de conservação de energia e água, com gestão eficaz de resíduos e eficiência operacional. Para atingir esse resultado no AQWA, a Tishman Speyer contratou o CTE desde o início da fase de projeto, em 2013, para avaliação de tecnologias e soluções que potencializassem o impacto positivo do empreendimento no entorno e nos ocupantes.

Dentre os principais pontos trabalhados no projeto, destaca-se a eficiência energética. Ao todo foram realizadas 7 simulações que estudaram mudanças no vidro, sistema de iluminação e ar condicionado para, então, definir as melhores soluções para o projeto, como a instalação de CAG com Chiller Elétrico e condensação a água com configuração em série e contrafluxo.

O sistema hidráulico concebido para proporcionar resiliência ao edifício, contempla sistema de  aproveitamento de água pluvial e local destinado ao tratamento de água cinzas, a ser instalado com solução modular conforme a demanda operacional.A concepção dos sistemas prediais e o desenho arquitetônico da laje, fazem do AQWA um projeto diferenciado no mercado carioca e nacional, apto a receber as empresas com as maiores exigências de ocupação sustentável.

 

Estratégias adotadas pelo AQWA Corporate:

TERRENO

  • Implementação de um plano de controle de erosão e sedimentação para reduzir a poluição gerada na construção.
  • Localização do projeto escolhida estrategicamente, para evitar o desenvolvimento inadequado e reduzir os impactos ambientais pela construção de um edifício em áreas não desenvolvidas;
  • Construção do projeto em região previamente desenvolvida com excelentes conexões com o transporte público e serviços básicos, como restaurantes, escolas, supermercados, farmácias, promovendo a interação com o comércio local.
  • Disponibilização de vagas preferenciais para veículos de baixa emissão e baixo consumo, bicicletários e vestiários destinados aos ciclistas, com a finalidade de reduzir o impacto do uso de automóveis;
  • Amplas áreas verdes e 35% de áreas livres de construção, promovendo a biodiversidade e estabelecendo conexão entre os ocupantes e o meio externo.
  • Controle de qualidade e quantidade das águas pluviais com aproveitamento e filtragem da água de escoamento, reduzindo o impacto no ciclo hídrico e no sistema de drenagem público.
  • Localização das vagas de estacionamento no subsolo e uso de revestimentos com alto SRI (Índice de Refletância Solar) na cobertura para minimizar o efeito de ilha de calor.

Eficiência no uso de água:

A fim de reduzir o consumo de água potável nos sanitários foram especificados louças e metais com baixa vazão de água e vasos sanitários com caixa acoplada e dual flush. Além disso, o projeto possui aproveitamento de água pluvial para o reuso. Com a utilização de água condensada do ar condicionado e água pluvial é possível abastecer tanto a irrigação quanto as bacias sanitárias e mictórios.

No paisagismo foram utilizadas plantas nativas e adaptadas que demandam menos água para irrigação, sendo implantado um sistema de irrigação automatizado e de captação e aproveitamento de águas pluviais e água do ar condicionado para irrigação das áreas verdes.

Através dessas medidas, o projeto alcançou um total de 60% de redução de consumo de água potável, em sanitários e copas, e 100% de redução de consumo de água potável para paisagismo.

Energia e Atmosfera:

O sistema HVAC do AQWA é composto por uma Central de Água Gelada (CAG) localizada na cobertura, com quatro chillers com variadores de frequência e seis torres de resfriamento. A configuração da CAG é em série e em contrafluxo, operando em paralelo, melhorando o custo da operação e a eficiência energética. Cada pavimento possui quatro unidades de tratamento de ar fornecimento através de VAV. O sistema de ventilação localizado na cobertura é equipado com recuperadores de energia para pré-tratamento do ar externo. Todo o sistema HVAC funciona de acordo com a programação do prédio, comandado pelo sistema de BMS, para garantir o seu desligamento automático. Como Medidas de Eficiência Energética, o projeto também especificou as seguintes estratégias:

  • Os sistemas de iluminação interna e externa utilizam equipamentos de alta eficiência como, lâmpadas T5 e LED, para reduzir o consumo de energia.
  • O consumo de energia das áreas comuns do edifício é monitorado e controlado pelo sistema de
    automação predial para garantir a otimização operacional e a eficiência energética do edifício.
  • Os medidores de consumo de energia integrados ao sistema de monitoramento foram instalados de acordo com os usos finais de energia. Além da gestão das áreas comuns, os locatários possuem medidores individuais que permitem a obtenção dos dados de consumo do espaço ocupado, incentivando, desta maneira, o uso consciente de energia.

Materiais e Recursos:

O projeto conta com um depósito central de resíduos recicláveis de 60m², com espaços adequados para triagem e armazenamento de resíduos, o que colabora para a promoção da educação ambiental, para a redução da geração de resíduos e potencializa a reciclagem.

Durante a obra foi desenvolvido um Plano de Gestão de Resíduos da Construção Civil, para potencializar a reciclagem e reuso dos materiais gerados durante a obra. Cerca de 84% do volume de resíduos gerados na obra foi desviado de aterro, “bota foras” ou incineradores.

Com relação aos materiais, 13% do custo total de materiais do empreendimento são referentes a produtos com conteúdo reciclado, enquanto 54% foram destinados a materiais extraídos, beneficiados e manufaturados regionalmente.

Qualidade ambiental interna:

Foram adotadas estratégias durante a fase de obras para garantir a qualidade do ar interno, como a proteção de dutos de ar condicionado, o armazenamento de produtos com compostos orgânicos voláteis (COV) em áreas isoladas e ventiladas, e a proteção contra umidade e poeira dos materiais porosos.

Uso de tintas e revestimentos com baixo valor de compostos orgânicos voláteis (COV) para reduzir a quantidade de contaminantes no ar interno, prejudiciais para o conforto e bem-estar dos ocupantes.

O edifício é mecanicamente ventilado e condicionado, garantindo taxas adequadas de ventilação e renovação do ar. Para garantir um ambiente salubre, não é permitido o fumo em nenhum ambiente interno, e essa política é informada aos usuários através de placas instaladas em vários locais do empreendimento.

As fachadas foram projetadas para valorizar as áreas envidraçadas e preservar a vista para o ambiente externo. Um layout sugerido foi disponibilizado para os locatários dos blocos, comprovando que é possível desenvolver um projeto mantendo as vistas para as áreas externas.

Inovação e Processos:

Com o objetivo de divulgar para os usuários as estratégias de sustentabilidade adotadas no empreendimento, foi desenvolvido um programa de educação ambiental com o desenvolvimento de um website para apresentar aos ocupantes do edifício, visitantes e demais partes interessadas todas as estratégias sustentáveis adotadas pela TISHMAN SPEYER no AQWA (acesse aqui: http://tishmanspeyer.com.br/comercial/aqwa-corporate) com sugestões para que os usuários pratiquem a sustentabilidade no seu ambiente de trabalho e em casa. Além disso, foi desenvolvido estudo de caso para apresentar as características e sucessos do projeto.

 

Veja também

Receba nossas novidades


keyboard_arrow_up