fbpx

Consumo sustentável: como a construção civil pode assegurar novos padrões de produção?

11 de novembro de 2021

Embora exerça impacto positivo importante na economia, com geração de riqueza, empregos e renda, a construção civil também é um setor que promove impactos ambientais significativos. Segundo o Conselho Brasileiro de Construção Sustentável (CBCS), o setor é responsável por consumir 75% dos recursos naturais extraídos. Além disso, cerca de 80 toneladas de resíduos de obras são geradas anualmente pelas empresas do setor. Outros fatores de preocupação são o intenso consumo de energia das edificações e a emissão de gases do efeito estufa.

Essa realidade exige que toda a cadeia promova ações visando estabelecer relações de consumo mais harmoniosas. Um dos instrumentos que podem apoiar essas transformações são os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), criados pela Organização das Nações Unidas (ONU) como um apelo à ação global para acabar com a pobreza, proteger o meio ambiente, e garantir paz e prosperidade em todo o mundo.

Ao todo são 17 Objetivos que estabelecem metas amplas e abrangem diversos setores da sociedade. Eles abordam temas que vão da erradicação da fome à universalização do acesso à energia e ao saneamento básico, passando pela proteção de florestas e pela promoção da equidade de gênero.

Consumo e produção responsáveis

O ODS número 12 visa assegurar padrões de produção e de consumo mais equilibrados. Esse objetivo tem como alvo alcançar, até 2030, a gestão sustentável e o uso eficiente dos recursos naturais.

Outras metas relacionadas a este ODS que têm muita sinergia com a cadeia da construção são:

  • Alcançar o manejo ambientalmente saudável dos produtos químicos e de todos os resíduos derivados ao longo do ciclo de vida do produto;
  • Reduzir substancialmente a geração de resíduos através da prevenção, redução, reciclagem e reuso;
  • Incentivar as empresas, especialmente as de grande porte e transnacionais, a adotar práticas sustentáveis e a integrar informações de sustentabilidade em seus relatórios;
  • Promover práticas de compras públicas sustentáveis, conforme as políticas e prioridades nacionais;
  • Garantir que as pessoas, em todos os lugares, tenham informação relevante e conscientização para o desenvolvimento sustentável e estilos de vida em harmonia com a natureza.

Como estimular o consumo sustentável na construção?

Há uma série de práticas que construtoras e incorporadores podem adotar visando a promoção de relações de consumo mais sustentáveis e a redução da demanda excessiva de recursos naturais.

 A primeira delas é a eliminação de desperdícios. Isso pode ser conquistado com a adoção de técnicas de produção enxuta (lean construction) e a especificação de sistemas construtivos industrializados. A otimização de recursos e processos pelo uso de tecnologias digitais também é uma estratégia bem-vinda.

Sobretudo as equipes de especificação e suprimentos devem analisar com cautela a origem dos produtos na hora da tomada de decisão, assim como todos os impactos ambientais e sociais envolvidos. 

Outras ações de impacto positivo são reduzir a geração de resíduos por meio da economia circular, dar preferência a matérias-primas renováveis e estabelecer parcerias estratégicas com fornecedores locais. No Brasil, já há construtoras que consideram a oferta de logística reversa como um dos critérios de avaliação de fornecedores, o que é bastante salutar. 

Utilizando o ODS número 12 como um norte, a cadeia da construção tem condições de desenvolver padrões de produção e de consumo mais sustentáveis. Com maior consciência e responsabilidade no uso de recursos naturais, o setor pode se desenvolver plenamente, atendendo as necessidades da população em crescimento, sem que isso implique em consequências graves para as gerações futuras.

Para as empresas interessadas em conhecer mais sobre os ODSs, recomendamos a leitura do e-book “Os objetivos do desenvolvimento sustentável e sua aplicação no setor da construção”, desenvolvido pelo CTE a partir de oficina realizada no Programa de Capacitação de Empresas do Setor da Construção em ESG. Disponível para download gratuito, a publicação traz um conjunto robusto de estratégias para as companhias contribuírem para o atendimento às metas da ONU. Clique aqui.

Quer receber as
melhores dicas? Assine nossa newsletter

Fique tranquilo, não enviaremos spam.

keyboard_arrow_up