Setor de material de construção reduz intenção de investimento, diz Abramat

A pretensão de investimentos por parte dos empresários da indústria de materiais de construção caiu no início deste ano. Em janeiro, 56% dos empresários disseram que pretendem investir ao longo dos próximos 12 meses. O patamar ficou abaixo dos 59% registrados em dezembro e dos 71% vistos em janeiro do ano passado. Os dados fazem parte de pesquisa publicada nesta terça-feira, 3, pouco pela Associação Brasileira da Indústria de Materiais de Construção (Abramat).

O nível de utilização da capacidade instalada da indústria ficou em 78% em janeiro, mostrando queda ante os 81% registrados tanto em dezembro quanto em janeiro do ano passado.

Segundo a pesquisa, 6% dos empresários se disseram otimistas em relação às ações de incentivo por parte do governo nos próximos meses. Esse patamar se manteve no mesmo nível de dezembro, mas foi inferior aos 14% do mesmo mês do ano passado.

"A expectativa dos empresários nesse início de ano é compatível com a atual previsão de crescimento (da economia nacional) em 2015, de 1,0%", afirmou em nota o presidente da Abramat, Walter Cover.

"Ainda há muita incerteza na retomada do segmento imobiliário e no varejo, esse último fortemente afetado pela renda e emprego das famílias, bem como sobre o crédito. Todas essas variáveis podem ser impactadas pelas medidas de ajuste econômico em curso", completou.

O levantamento da associação mostrou também que 25% dos empresários acreditam em vendas boas em fevereiro, enquanto 56% esperam desempenho regular e 20%, ruim ou muito ruim.

Por Agência Estado

Fonte: Estado de Minas, Notícias, 03/02/2015 - http://estadodeminas.lugarcerto.com.br/app/noticia/noticias/2015/02/03/interna_noticias,48575/setor-de-material-de-construcao-reduz-intencao-de-investimento-diz-abramat.shtml