Rede D'Or vende prédios de quatro hospitais por R$ 725 milhões

A Rede D'Or vendeu os imóveis de quatro dos seus 32 hospitais por R$ 725 milhões para a NorthWest, fundo imobiliário canadense especializado na área da saúde. Fundada em Toronto, a gestora também é dona do prédio do Hospital Infantil Sabará - o que totaliza um investimento de R$ 800 milhões no Brasil.

"Trata-se de uma solução interessante para os grupos hospitalares se capitalizarem, principalmente no Brasil, onde a legislação não permite investimento estrangeiro no negócio", disse Gerson Amado, diretor geral da NorthWest no Brasil.

Em dezembro, a NorthWest fechou com a Rede D'Or a compra dos prédios dos hospitais Santa Luzia e Coração (ambos em Brasília) e Caxias (RJ) por R$ 447 milhões. Deste montante, R$ 270 milhões foram captados junto ao banco BTG, que é sócio da Rede D'Or. Um ano antes, o fundo canadense já havia adquirido o imóvel do Hospital e Maternidade Brasil, em Santo André (SP), por R$ 250 milhões, também do grupo hospitalar carioca.

Em contrapartida, a Rede D'Or pagará à NorthWest um aluguel de cerca de R$ 70 milhões por ano pelos quatro hospitais. Os contratos de locação têm vigência de 25 anos, com direito a três renovações, de 25 anos cada uma. A taxa anual de retorno ao investidor do fundo imobiliário varia de 9,5% a 10,3%. "É uma aplicação para o investidor do Canadá, país que tem juros praticamente na casa do zero. Então, trata-se de um investimento interessante", disse Amado.

A NorthWest também está financiando a expansão do estacionamento do Hospital Coração, que demandará investimentos de cerca de R$ 20 milhões

A NorthWest entrou no mercado brasileiro em 2011, com a aquisição do prédio do Hospital Infantil Sabará, localizado em São Paulo. O imóvel estava na carteira do fundo imobiliário Pátria. Em 2009, o fundador do Sabará, o médico José Luiz Setúbal, vendeu o imóvel ao Pátria a fim de levantar recursos e erguer uma nova torre para seu hospital. O Pátrica investiu R$ 57 milhões na aquisição e em melhorias estruturais do prédio de 17 andares.

Além do Brasil, a NorthWest atua em outros quatro países. No Canadá, é proprietário de 78 prédios de clínicas e consultórios médicos, uma vez que nesse país os hospitais são públicos. Na Austrália e Nova Zelândia, são 24 ativos sendo que a maior parte também é de clínicas. Já na Alemanha, o fundo imobiliário é dono de seis imóveis entre hospitais e consultórios médicos.

"A NorthWest foi fundada há 20 anos no Canadá. Há três anos abrimos o capital e iniciamos um processo de internacionalização. Nosso objetivo é que a receita dos países em que estamos presente seja equilibrada", disse o executivo que comanda o escritório da NorthWest no Brasil.

Nos nove primeiros meses do ano passado, a operação brasileira era a maior entre os negócios fora do Canadá. A receita líquida no período nos quatro países (Brasil, Alemanha, Austrália e Nova Zelândia) somou cerca de R$ 32 milhões. Deste valor, R$ 23 milhões foram provenientes de aluguéis dos imóveis do Brasil. Nesse valor, não estão inclusos os três hospitais da Rede D'Or (Santa Luzia, Coração e Caxias), cujas transações foram fechadas em dezembro.

Por Beth Koike

Fonte: Valor Econômico, Empresas, 29/01/14