Caixa libera R$ 8 bi para habitação até outubro

 

BRASÍLIA, 11 de novembro de 2008 - A Caixa Econômica Federal destinou R$ 8 bilhões para financiamentos habitacionais com recursos da caderneta de poupança entre janeiro e outubro deste ano. Com esse resultado, a Caixa já supera em 36,8% o crédito habitacional com recursos da poupança feito em todo o ano passado, que foi de R$ 5,8 bilhões.

De acordo com a Caixa, os repasses permitiram acesso a 148 mil moradias, beneficiando 600 mil pessoas e gerando 766 mil empregos. O resultado desses financiamentos nos dez primeiros meses deste ano representa um crescimento de 69,3% na comparação com os R$ 4,7 bilhões registrados nos dez primeiros meses de 2007.

O forte desempenho em crédito para moradias, no entanto, significa que sobrou pouco para emprestar nos dois últimos meses do ano. De acordo com a Caixa, até outubro haviam sido aplicados 87% dos recursos disponíveis para esse tipo de financiamento. Sobraria, portanto, apenas R$ 1,2 bilhão para atender o mercado em dois meses.

O Sistema Brasileiro de Poupança e Empréstimo (SBPE) define que 65% dos recursos depositados em cadernetas de poupança devem ser aplicados em financiamentos habitacionais. As regras de financiamento estabelecem que, para um prazo de pagamento de até 240 meses, o financiamento pode chegar até 80% do valor do imóvel, exigindo, portanto, entrada de 20%. Para obter prazo de até 360 meses para pagar, o valor da entrada deve representar 30% do preço total e o financiamento cai para 70%. Para imóveis com valor até R$ 350 mil, é autorizado o uso de saldo do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço para abater a entrada. Quanto a financiamentos com recursos do FGTS, a Caixa informou ter destinado até outubro R$ 9,3 bilhões, frente R$ 5,7 bilhões em igual período de 2007. (Ayr Aliski - Gazeta Mercantil)